h1

Jogo rápido: falta compromisso, eleição vem aí

junho 29, 2010

por Douglas Armendone

São muitas as prioridades, mas o essencial é o comprometimento com o trabalho. Todos querem estar envolvidos, porém poucos estão compromissados com a tarefa árdua de manutenção da ordem e o progresso das cidades e seus cidadãos.

Em primeiro lugar, é preciso satisfazer as necessidades fundamentais do povo, demandas comuns a todos os seres humanos, tais como: alimentação, moradia e saneamento básico. Não podemos esquecer que educação também é essencial. É somente por intermédio dela que se constrói o futuro como gostaríamos que fosse o presente.

Uma vez supridas essas prioridades máximas e não postergáveis, os líderes políticos, como um todo, devem melhorar os transportes de massa, aumentar a oferta de emprego e a renda e, claro, desenvolver soluções para o sistema de saúde que, atualmente, encontra-se precário e, por vezes, ineficaz.

De modo geral, quando o povo for presenteado com o que lhe é devido e merecido, poder-se-á viver tranquilo. Já não haverá meninos e meninas de rua, não haverá vítimas da exploração sexual e da prostituição, não haverá quem passe fome e, por conseguinte, diminuirá o alto índice de violência e em proporção inversa aumentará o da felicidade.

xxx

por Douglas Armendone

São muitas as prioridades, mas o essencial é o comprometimento com o trabalho. Todos querem estar envolvidos, porém poucos estão compromissados com a tarefa árdua de manutenção da ordem e o progresso das cidades e seus cidadãos.

Em primeiro lugar, é preciso satisfazer as necessidades fundamentais do povo, demandas comuns a todos os seres humanos, tais como: alimentação, moradia e saneamento básico. Não podemos esquecer que educação também é essencial. É somente por intermédio dela que se constrói o futuro como gostaríamos que fosse o presente.

Uma vez supridas essas prioridades máximas e não postergáveis, os líderes políticos, como um todo, devem melhorar os transportes de massa, aumentar a oferta de emprego e a renda e, claro, desenvolver soluções para o sistema de saúde que, atualmente, encontra-se precário e, por vezes, ineficaz.

De modo geral, quando o povo for presenteado com o que lhe é devido e merecido, poder-se-á viver tranquilo. Já não haverá meninos e meninas de rua, não haverá vítimas da exploração sexual e da prostituição, não haverá quem passe fome e, por conseguinte, diminuirá o alto índice de violência e em proporção inversa aumentará o da felicidade.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: