h1

The dialectics of conflict and development in the African case

abril 15, 2010

by Douglas Armendone

African heritage

It is possible to correlate conflict and development in the African case once the first is, usually, the element that has been lowering the speed and even been obstructing that the second might occurs.

Conflicts spread all over the African continent have historical roots. Tension among divergent ethnical groups, Governments affected by corruption and lack of legitimacy are still permanent. It is worth to point out that to achieve (economical, political and social) development, an stable and pacific environment is required.

However, isn’t development itself the key to stability? I shall inquire further: isn’t it the holder of solutions to existing struggles? Conflicts-development, a vicious circle in the African scenery.

With this perception, a meaningful international actors’ regard towards African issues is relevant and necessary. Their support in the implementation of projects and initiatives to promote development in Africa may be considered as the right and faster path regarding the overcome of a couple of difficulties constantly presented not only in the media, but also in academic publications.

Observed these points, it is probably to conclude, thus, that conflicts and development are correlated, substantially, in the African case.

At last but not least (to whom it may concern): in the lines immediately above, my argument is that the international actors of the international community are the main responsible for the existing issues faced by the great majority of African countries and their (the Africans) impossibility to achieve sustainable development in order to overcome such an unacceptable condition. Does the reader agree with that argumentation? Your contribution is now welcomed!

For more information on “Africa > Development Topics > Conflict and Development ” go to The World Bank.

* A versão em português deste post está em “comentários”.

One comment

  1. A DIALÉTICA DE CONFLITOS E DESENVOLVIMENTO NO CASO AFRICANO

    É possível correlacionar conflitos e desenvolvimento no caso africano uma vez que os primeiros são, frequentemente, o elemento que tem desacelerado e até mesmo impedido que o segundo ocorra.

    Os conflitos pulverizados por todo o continente africano tem raízes históricas: tensões entre grupos étnicos distintos, Governos corruptos e falta de legitimidade são constantes. É válido salientar que para que haja desenvolvimento (econômico, político e social) um ambiente estável e pacífico faz-se necessário.

    Contudo, não seria o próprio desenvolvimento o portador da estabilidade e, por conseguinte, da solução para as tensões presentes? Trata-se de um círculo vicioso no cenário africano.

    É nesta medida que o interesse internacional pelas questões africanas é relevante. O apoio para a implementação de projetos e iniciativas de desenvolvimento na África pode ser considerado como a trajetória acertada no intuito de superar as dificuldades constantemente lembradas pela mídia e por artigos acadêmicos.

    Observados tais pontos, conclui-se, portanto, que conflitos e desenvolvimento estão correlacionados, substancialmente, no caso africano.

    Pergunta a quem interessar possa: nas linhas imediatamente acima, minha tese é arquitetada com o argumento de que os demais atores do sistema internacional são os grandes responsáveis pelas mazelas existentes no continente africano e a impossibilidade de seu desenvolvimento para superar estas condições. O leitor concorda com este argumento? Sua contribuição será bem-vinda!



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: