h1

Definindo Positivismo

maio 6, 2009

O positivismo continua como passo de fundo inquestionável do discurso acadêmico.

 Associação das sociedades com o tipo de conhecimento:

–         Teológico

–         Metafísico

–         Positivo

 

Correspondem a três estágios da evolução humana:

–         Primitivo (infância)

–         Intermediário

–         Científico (maturidade)

 

As transformações sociais correspondem à transformação do conhecimento.

 

Conhecimento científico:

–         Verdadeiro (correspondência empírica, é comprovável por fatos).

–         Objetivo (não influenciável, não depende do julgamento do sujeito ou da visão de mundo de cada um).

–         Unificado metodologicamente (leis e previsibilidade, assim como no estudo das ciências naturais).

 

Positivismo Lógico:

–         Teoria referencial do sentido (significado).

–         Método de explicação monológico-dedutivo e modelo de justificação hipotético-dedutivo.

–         Valor das teorias (visão axiomática, máxima que encerra uma verdade).

 

Lógica Positivista de Investigação:

Primeiro Princípio = verdade por correspondência (aos fatos, mundo empírico). A verdade depende do grau de correspondência entre a proposição e o mundo real.

            Pressuposto: separação entre sujeito e objeto.

 Segundo Princípio = unidade metodológica da ciência.

            Pressuposto: naturalismo (quando descobre as leis, descobre as causas que regem os fenômenos).

Os mesmos métodos usados para conhecer as ciências naturais são usados para conhecer as ciências sociais.

 Terceiro Princípio = natureza ‘livre-de-valor’ do conhecimento científico.

            Pressuposto: separação entre fato e valor. (O fato é único. O valor varia conforme formação pessoal, gostos, opções, etc).

 

1º – reino do empírico

2º – não afetado pela visão de mundo dos observadores.

 

Conclusão:

 3 PRINCÍPIOS:

1. verdade por correspondência

2. unidade metodológica da ciência

3. natureza livre-de-valor do conhecimento científico

 3 PRESSUPOSTOS

1. separação entre sujeito e objeto

2. naturalismo

3. separação fato e valor

 

Há predomínio da TÉCNICA no Positivismo, e partem de PRESSUPOSTOS, tratados como dados.

 

Elementos do Debate

Positivistas

Pós-Positivistas

Unidade do Método Científico Sim Não
Saber como ciência Sim Não
Teoria Normativa Não Sim
Sujeito / Objeto Separados / Dados Co-Constituídos
Identidades Exógenas Endógenas
Soberania Dada Construída

 

As 3 correntes pós-positivistas 

*

Teoria Crítica

Construtivismo

Pós-Modernismo

Lógica de Produção do Conhecimento

Situada histórica e socialmente

Inter-Subjetividade

Poder / Verdade

Objeto de Análise

Ordens mundiais / Hegemonia

Anarquia / Domínio

Práticas discursivas

Dinâmica

Dominação / Exclusão

Co-Construção

Dominação / Exclusão

Materialismo / Idealismo

Dialética (comunidade de diálogo)

Idealismo (para Wendt)

Idealismo

Visão do Estado

Complexo do Estado / Sociedade

Agente Corporativo (para Wendt)

Espaço arbitrário de exclusão

Fundacionismo / Realidade

Universal

Universal

Particular

 

 Notas: 

Ontologia: o que é o objeto de estudo.

Metodologia: qual caminho deve ser percorrido para afirmar alguma verdade sobre o objeto.

Epistemologia: como provar que alguma asserção sobre o objeto é verdadeira (validação). 

xxx

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: