h1

Memórias de Adriano

janeiro 28, 2009

(por Marguerite Yourcenar)

Página 105
Sabia que todo o bem como mal são uma questão de rotina,
que o temporário se prolonga,
que o exterior se infiltra no interior e que,
com o decorrer do tempo,
a mascára se transforma na própria face.

Página 115
Muitas vezes te perdi de vista
e muitas vezes tornei a te encontrar no
decorrer dos anos que se seguiram,
tantas vezes que corro o risco de ter guardado
de ti uma imagem feita de memórias superpostas que
não correspondem, no conjunto, a nenhuma
fase da tua breve existência.

xxx

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: